10 magníficos filmes sobre religião

por Elias Fontele Dourado

Entre a razão e a emoção, a fé guia o homem ao absoluto. Há filmes que atingem tamanho nível de contemplação que simplesmente são inesquecíveis e transformadores. É importante ressaltar que esta lista é sobre filmes que tratam acerca da religião e são estupendos, e não de filmes com caráter reflexivo que tangem a esfera intransponível da religião, como em Tarkovski.

10. Wheel of Time (2003)

Direção: Werner Herzog

Herzog_small_3

Belo documentário de Herzog que, com seu caráter clássico e expositivo, mostra a tradição dos rituais budistas e todo o rigor por trás deles. O próprio Dalai Lama é entrevistado e concede suas palavras de maneira bastante aberta. Mais um monumental documentário de Herzog, um ótimo estudo sobre o budismo.

http://www.imdb.com/title/tt0331080/?ref_=fn_al_tt_1

 

9. As Sandálias do Pescador (1968)

Direção: Michael Anderson

22037

Adaptação do clássico de Morris West, As Sandálias do Pescador conta com um fabuloso elenco: Anthony Quinn, Laurence Olivier, Oskar Werner, David Janssen, Vittorio De Sica e muitos outros ótimos atores. O bispo russo, Kiril Pavlovich Lakota, é prisioneiro político na Sibéria quando, após 20 anos, recebe a liberdade graças a um acordo do premiê russo com o Vaticano. A Rússia vive um momento de crise internacional, com a iminência de uma invasão da China cuja enorme população encontra-se faminta e desesperada. Essa invasão pode arrastar os dois países e os EUA ao que seria uma nova Guerra Mundial. Filme de alto teor religioso e até filosófico, um dos melhores do tema.

http://www.imdb.com/title/tt0063599/?ref_=fn_al_tt_1

 

8. A Canção de Bernadette (1943)

Direção: Henry King

gallery-songofbernadette-4

A direção de arte e fotografia deste filme, que levaram o Oscar em 1943, concebem o mundo milagroso de Bernadette, a adolescente que acredita ter visto Virgem Maria. O governo considera que Bernadette está louca e faz o possível para abafar o assunto. Apesar disso, com o passar do tempo, ela atrai mais seguidores, alterando profundamente suas vidas. É um filme digno de Ordet de Dreyer, obra para além da religião, capaz de tocar os corações mais céticos.

http://www.imdb.com/title/tt0036377/?ref_=fn_al_tt_1

 

7. Léon Morin, o Padre (1961)

Direção: Jean-Pierre Melville

leon-morin

Uma obra atípica do cineasta francês Jean Pierre Melville. Em Leon Morin, ele conta a história de uma viúva que vive com a sua pequena filha France e que é militante do partido comunista. Um dia, ela decide dirigir-se à paróquia e confrontar um padre com a ideia da inexistência de Deus. Contudo, a reação do padre não era aquela que ela imaginava. Melville usa um assombroso preto-e-branco para filmar uma história de amor que acontece entre as ruínas da França ocupada pelas forças da Alemanha e Itália. Os questionamentos e dogmas religiosos do filme são impressionantes.

http://www.imdb.com/title/tt0055082/?ref_=fn_al_tt_1

 

6. Diário de um Pároco de Aldeia (1951)

Direção: Robert Bresson

DiaryofaCountryPriest

Nomeado para a paróquia de Ambricourt, uma pequena aldeia da França, um jovem padre não é bem recebido pelos moradores. Com a saúde debilitada, por problemas no estômago, ele tenta lidar com a situação, contando com o auxílio de um padre do vilarejo vizinho. Bresson, como sempre, é perfeccionista, claro e sucinto. Adaptação perfeita do romance de Georges Bernanos. A fotografia de Léonce Burel, veterano do cinema mudo, que fotografou filmes como Napoleão (Abel Gance) é uma verdadeira pintura.

http://www.imdb.com/title/tt0042619/?ref_=fn_al_tt_1

 

5. Luz de Inverno (1963)

Direção: Ingmar Bergman

natt_4

Após ler no jornal que a China possui a bomba atômica e pretende usá-la, um pescador vai à igreja, buscando palavras de conforto e consolo com o pastor. Porém, este não consegue ajudá-lo, pois passa por uma crise de fé, temendo também o apocalipse nuclear. Denso e profundo filme de Bergman, um dos maiores sobre o tema.

http://www.imdb.com/title/tt0057358/?ref_=fn_al_tt_1

 

4. O Evangelho Segundo São Mateus (1964)

Direção: Pier Paolo Pasolini

oevangelhosegundosaomateus03

É de admirar que o melhor filme sobre a vida de Jesus Cristo tenha sido retrata por um ateu como Pasolini. O filme segue de maneira fiel os textos de Mateus sobre todas as etapas da vida de Cristo, de seu nascimento à ressurreição. O Cristo pasoliniano, no entanto, é revolucionário, mais humano que divino, com muitos traços de doçura e que reage com raiva à hipocrisia e à falsidade dos homens. Obra-prima.

http://www.imdb.com/title/tt0058715/?ref_=fn_al_tt_1

 

3. Maomé – O Mensageiro de Alá (1976)

Direção: Moustapha Akkad

24-anthony_quinn_theredlistO filme se inicia com os primeiros anos de Maomé como profeta de Alá, na cidade de Meca. Pelos insultos aos ídolos da Caaba e pelos seus ensinamentos, ele e os seus seguidores (os muçulmanos) são perseguidos, o que os faz imigraram para a cidade de Medina e, depois de conflitos e guerras, os muçulmanos retornam à Meca em triunfo. Séries de acontecimentos são realizados, como a Batalha de Badr e a Batalha de Uhud, e os personagem principais do filme são Hamza ibn ‘Abd al-Mutalib (o tio de Maomé), Abu Sufyan (líder de Meca e patriarca dos coraixitas) e sua esposa Hind bint Utbah (inimiga do Islã que, mais tarde, tornou-se muçulmana). O diretor Moustapha Akkad viu o filme como uma forma de ponte entre o mundo ocidental e islâmico. Uma verdadeira aula sobre a rica cultura islâmica. Excelente filme.

http://www.imdb.com/title/tt0074896/?ref_=fn_al_tt_1

 

2. O Martírio de Joana D’Arc (1928)

Direção: Carl Theodor Dreyer

o-martc3adrio-de-joana

França, século XV, Joana de Domrémy, filha do povo, resiste bravamente a ocupação de seu país. É presa, humilhada, torturada e interrogada de maneira impiedosa por um tribunal eclesiástico, que a levou, involuntariamente, a blasfemar. É colocada na fogueira e morre por Deus e pela França. Obra-prima absoluta de Dreyer, sua direção é magistral e calculada, com close-ups que capturam a mente e uma direção de arte atemporal.

http://www.imdb.com/title/tt0019254/?ref_=fn_tt_tt_6

1. A Palavra (1955)

Direção: Carl Theodor Dreyer

2013.05.-Dreyer-Ordet2

Uma família de fazendeiros, unida por fortes laços emocionais, passa por momentos de tensões provocados por pequenas desavenças. Sua rotina, após retorno de um dos filhos do patriarca, é modificada pela sua aparente loucura, que tudo indica, deriva de um estudo radical teosófico, que o fez acreditar ser Jesus Cristo. Nem todos aceitam que Johannes Borgen seja demente e fanático. E essa situação estará à prova, depois que um ente querido fica doente. Adaptação da peça teatral de Kaj Munk, pastor e dramaturgo, muito conhecido nos países escandinavos, que foi assassinado pelos nazistas. A Palavra é considerado uma obra-prima dentre os filmes que exploram o poder da fé, do amor e do sobrenatural. Isso se deve a maneira “realista” e “naturalista” que enfoca o tema. Ovacionado no Festival de Veneza, com o Leão de Ouro em 1955, é considerado um dos mais belos filmes em preto-em-branco já produzidos. É possível que este filme não influencie a nossa crença religiosa, mas, por meio dele, presenciemos um dos momentos mais marcantes da história da sétima arte.

http://www.imdb.com/title/tt0048452/?ref_=fn_al_tt_1