30 essenciais filmes brasileiros sobre o crime

por Elias Fontele Dourado

Hector Babenco faleceu no dia 13 de julho de 2016, dois dias atrás. A presente lista é uma homenagem ao diretor, que tanto contribuiu para a informação não só do crime no Brasil, mas para o filme policial/de crime brasileiro. Não há hierarquia entre os filmes aqui listados, são todos essenciais e importantes. Existem muitos documentários sobre o tema, mas aqui o foco é a ficção, ainda que muito próxima da realidade.

1. Pixote: A Lei do Mais Fraco (1981)

Direção: Hector Babenco

Pixote_La_Ley_Del_Mas_Debil-Caratula

Pixote (Fernando Ramos da Silva) foi abandonado por seus pais e rouba para viver nas ruas. Ele já esteve internado em reformatórios e isto só ajudou na sua “educação”, pois conviveu com todo os tipos de criminosos e jovens delinquente. Ele sobrevive se tornando um pequeno traficante de drogas, cafetão e assassino, mesmo tendo apenas onze anos

2. Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia (1977)

Direção: Hector Babenco

lucioflavio-opassageirodaagonia

Nos anos 1960, surge uma organização, batizada pela crônica policial brasileira como Esquadrão da Morte, que passa a combater o crime à margem da lei. Nessa conjuntura, surgem vários episódios e personagens que marcaram uma época. Lúcio Flávio (Reginaldo Farias) é um deles. Ele se tornou um conhecido bandido no Rio de Janeiro. Um banco é assaltado em uma cidade do interior e o Dr. Bechara (Ivan Cândido) dá início a uma ação policial nos subúrbios do Rio, para localizar Lúcio. Ele e sua mulher, Janice (Ana Maria Magalhães), recebem a notícia da prisão de Mucuçu, integrante do bando de Lúcio, que também acaba sendo preso mas foge da delegacia. Certa noite é preso novamente por Bechara e levado para um presídio, onde agentes da Polícia Federal tentam em vão saber do seu envolvimento com Moretti (Paulo César Pereio), um policial. Lúcio é libertado por seus companheiros e, com a conivência de Moretti, assalta um banco. Tentando mudar de vida, Lúcio vai com Janice para Belo Horizonte, mas seu destino já estava traçado.

3. Carandiru (2003)

Direção: Hector Babenco

07 O Teatro Da Vida Filme Movie Film Cinema Nacional Brasileiro Brazilian Carandiru Hector Babenco 2003 Wagner Moura Caio Blat

Um médico (Luiz Carlos Vasconcelos) se oferece para realizar um trabalho de prevenção a AIDS no maior presídio da América Latina, o Carandiru. Lá ele convive com a realidade dos cárceres, que inclui violência, superlotação das celas e instalações precárias. Porém, apesar de todos os problemas, o médico logo percebe que os prisioneiros não são figuras demoníacas, existindo dentro da prisão solidariedade, organização e uma grande vontade de viver.

4. O Beijo no Asfalto (1981)

Direção: Bruno Barreto

O Beijo No Asfalto

Um desconhecido é morto ao ser atropelado por um ônibus e, agonizante, pede a um bancário que lhe de um beijo na boca. Este gesto é transformado em escândalo pela imprensa sensacionalista e o homem que cometeu o “crime” de beijar um agonizante passa a ser alvo de preconceito popular e também a ser investigado pela polícia, que começa a supor que o acidente tenha sido um assassinato.

5. O Homem da Capa Preta (1986)

Direção: Sergio Rezende

Capa-Preta-860x400

Cinebiografia de Tenório Cavalcanti (José Wilker) polêmico e reacionário político da Baixada Fluminense dos anos 50 e 60. Ex-deputado federal, com sua metralhadora apelidada de Lourdinha, desafiava a corrupção e os poderosos que dominavam o município fluminense de Duque de Caxias.

6. O Invasor (2002)

Direção: Beto Brant

O-Invasor-03

Estevão, Ivan e Gilberto são companheiros desde os tempos de faculdade. Além disto, são sócios em uma construtora de sucesso há mais de 15 anos. O relacionamento entre eles sempre foi muito bom, até que um desentendimento na condução dos negócios faz com que eles entrem em choque, com Estevão, sócio majoritário, ameaçando deixar o negócio. Acuados, Ivan e Gilberto decidem então contratar Anísio (Paulo Miklos), um matador de aluguel, para assassinar Estevão e poderem conduzir a construtora do modo como bem entendem. Entretanto, Anísio tem seus próprios planos de ascensão social e aos poucos invade cada vez mais as vidas de Ivan e Gilberto.

7. O Vigilante (1992)

Direção: Ozualdo Ribeiro Candeiras

postal-ozualdo-candeias-3

É a história daqueles que acham que os dias melhores se encontram sempre mais adiante, depois do arco-íris ou além da linha do horizonte. Quando podem, partem deixando ou pensando deixar para trás a miséria e a fome, mas na maioria das vezes somente deixam a enxada e o podão, a seca e o cerrado. Só não deixam para trás a esperança.

8. Quem Matou Pixote? (1996)

Direção: José Joffily

513859

A saga do garoto Fernando Ramos da Silva, de família pobre de Diadema, na periferia de São Paulo, que, inesperadamente, se torna ator de sucesso internacional ao protagonizar o filme ‘Pixote, a lei do mais fraco’, de Hector Babenco. Mas é no ‘dia seguinte’ que o filme se detém. Famoso e com dinheiro, Fernando, apaixonado por cinema, sonha continuar na profissão de ator. Compra uma casa para a família em Diadema; na mesa já não falta carne. Mas, em pouco tempo, o dinheiro acaba, sem que Fernando consiga novas oportunidades como ator. O irmão Cafu rapidamente retoma o ofício de pequenos roubos, levando consigo também Fernando, que, numa dessas ações é preso. Na cadeia, ele é visitado por Cida, adolescente encantada com o garoto que se tornara ator. Fernando reconquista a liberdade, os dois se reencontram numa festa e se apaixonam. E ele não desiste de ser ator, Cida estimula-o sempre, e o rapaz decide ir para o Rio de tentar a sorte. Consegue ser incluído no elenco de uma novela, mas, sem saber ler direito, enfrenta dificuldade em decorar as falas. Fernando volta a Diadema, casa-se com Cida, tem um filho, tenta novamente ser ator, mas só consegue trabalho como faxineiro de uma produtora, vivendo miseravelmente de salário mínimo. Até voltar para a contravenção com Cafu. A vida imita a arte e Fernando agora vira Pixote, na realidade. Encurralado numa ação policial, é morto com oito tiros a queima-roupa.

9. Redenção (1959)

Direção: Roberto Pires

209364

Um psicopata estuprador é contido por dois jovens fazendeiros, um dos quais está envolvido com a polícia e que, ao proteger uma jovem ameaçada, encontra a ‘redenção’.

10. Tocaia no Asfalto (1962)

Direção: Roberto Pires

FB_0277_004

Rufino, um matador de aluguel, é mandado para a Bahia, onde deve assassinar o Coronel Pinto Borges, a mando do Coronel Domingos. Na Bahia, Borges dá uma festa para lançar sua candidatura ao governo do Estado. Mas, além de estar marcado para morrer, ele agora também está sendo investigado pelos crimes que cometeu.

11. Tropa de Elite (2007)

Direção: José Padilha

19421604_20131107205223562

1997. O dia-a-dia do grupo de policiais e de um capitão do BOPE (Wagner Moura), que quer deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que atuam.

12. Tropa de Elite 2 (2010)

Direção: José Padilha

tropa-de-elite-26

Nascimento (Wagner Moura), agora coronel, foi afastado do BOPE por conta de uma mal sucedida operação. Desta forma, ele vai parar na inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Contudo, ele descobre que o sistema que tanto combate é mais podre do que imagina e que o buraco é bem mais embaixo. Seus problemas só aumentam, porque o filho, Rafael (Pedro Van Held), tornou-se adolescente, Rosane (Maria Ribeiro) não é mais sua esposa e seu arqui-inimigo, Fraga (Irandhir Santos), ocupa posição de destaque no seio de sua família.

13. O Homem que Copiava (2003)

Direção: Jorge Furtado

o-homem-que-copiava-cartaz

André (Lázaro Ramos) é um jovem de 20 anos que trabalha na fotocopiadora da papelaria Gomide, localizada em Porto Alegre. André mora com a mãe e tem uma vida comum, basicamente vivendo de casa para o trabalho e realizando sempre as mesmas atividades. Num dia André se apaixona por Sílvia (Leandra Leal), uma vizinha, a qual passa a observar com os binóculos em seu quarto. Decidido a conhecê-la melhor, André descobre que ela trabalha em uma loja de roupas e, para conseguir uma aproximação, tenta de todas as formas conseguir 38 reais para comprar um suposto presente para sua mãe.

14. A Dama do Cine Shangai (1987)

Direção: Guilherme de Almeida Prado

A Dama do Cine Shanghai - (1987)

Em uma noite úmida de verão, o corretor de imóveis Lucas (Antônio Fagundes) entra em um velho cinema de São Paulo. Dentro da sala ele conhece Suzana (Maitê Proença), uma mulher muito parecida com a que está no filme em exibição. Sedutora e misteriosa, ela é casada com Desdino (Paulo Villaça) e renega as tentativas de Lucas em conquistá-la. Quando é injustamente acusado de assassinato, Lucas passa a buscar o verdadeiro autor do crime. Só que quanto mais investiga mais as pistas apontam para Suzana e Desdino.

15. Amadas e Violentadas (1976)

Direção: Jean Garrett

FB_0337_003

Leandro, escritor policial de sucesso, vive sozinho, traumatizado pela cena que assistira na infância: o suicídio do pai após ter assassinado a mãe, que lhe foi infiel. Em estado de transe, o rapaz também é levado a matar as mulheres com quem ele tem relação sexual. Depois da morte de uma fotógrafa, Leandro é considerado suspeito pelo policial César e por uma repórter. Perseguido por ambos, o escritor acolhe Marina, garota inocente que fugiu de um orfanato. Ele se apaixona pela moça e acredita que é a sua única saída para fugir da sina maldita.

16. Boca de Ouro (1962)

Direção: Nelson Pereira dos Santos

BocadeOuro

Prepotente e cruel, Boca de Ouro manda arrancar todos os dentes perfeitos, substituindo-os por uma dentadura de ouro. Ele também cultiva o sonho de ser enterrado num caixão de ouro só para recompensar o trauma de ter nascido numa gafieira, e de ter sido abandonado pela mãe numa pia de banheiro. Boca de Ouro começa apresentando seu protagonista, que acabara de morrer assassinado. O repórter Caveirinha, designado para descobrir a verdadeira história do marginal, vai entrevistar sua ex-amante, Guigui, que conta três diferentes versões da vida do bicheiro. Em todas elas, estão envolvidos Leleco, um malandro desempregado, sua mulher, Celeste e três ricaças.

17. Cidade de Deus (2002)

Direção: Fernando Meirelles e Kátia Lund

k4BAPrE5WkNLvpsPsiMfu8W4Zyi

Buscapé (Alexandre Rodrigues) é um jovem pobre, negro e muito sensível, que cresce em um universo de muita violência. Buscapé vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos da cidade. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé acaba sendo salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É através de seu olhar atrás da câmera que Buscapé analisa o dia-a-dia da favela onde vive, onde a violência aparenta ser infinita.

18. Cidade Oculta (1986)

Direção: Chico Botelho

wm-640x480-4f97db1fdc2fc70623b2b1af965114bfc77d7f4240294

Livre após sete anos na cadeia, Anjo reencontra seu antigo comparsa, agora chefe de uma organização, se vê as voltas com uma estrela do submundo, Shirley Sombra, e ainda arruma inimizade com um policial corrupto.

19. Estranho Encontro (1958)

Direção: Walter Hugo Khouri

snapshot20101117150309

Torturada mentalmente por um homem que sofre de neurose de guerra, Julia certa noite consegue fugir e é recolhida por um jovem que a oculta numa casa de campo pertencente a uma amiga a quem está preso por laços muito íntimos. O zelador, no afã de receber recompensa monetária anunciada na imprensa pelo perseguidor da jovem, denuncia o paradeiro dela.

20. Eu Matei Lúcio Flávio (1979)

Direção: Antônio Calmon

eu-matei-lc3bacio-flc3a1vio

Jovem, classe média, Mariel Mariscot de Mattos, ganhou fama como policial de atuação no submundo do crime. Seu primeiro trabalho como guarda-vidas na Zona Sul do Rio de Janeiro, abriu-lhe as perspectivas para entrar na Academia de Polícia, onde integrou um grupo de policiais de elite, especializados no combate a bandidos de alta periculosidade.

21. O Anjo Nasceu (1969)

Direção: Júlio Bressane

ogM80W7

Dois bandidos saem pela cidade cometendo atos de violência. Santamaria, místico, acredita que assim está se aproximando de um anjo que lhe limpará a alma. Urtiga, um marginal ingênuo, segue os passos do amigo, acreditando também no anjo da salvação.

22. O Assalto ao Trem Pagador (1962)

Direção: Roberto Farias

assalto-ao-trem-pagador-1962-de-roberto-farias-1324237505996_615x300

No interior do Estado do Rio de Janeiro, um grupo de seis homens assalta o trem pagador na estrada de ferro Central do Brasil. Eles decidem só gastar, no máximo, dez por cento do produto roubado, para não despertar suspeitas da polícia. Só que Grilo Peru (Reginaldo Faria) resolve se entregar ao luxo da zona sul carioca, sendo assassinado por Tião Medonho (Eliezer Gomes), o líder da quadrilha. Ao mesmo tempo, a polícia fecha o cerco sobre os outros assaltantes, quase todos favelados.

23. Matou a Família e Foi ao Cinema (1969)

Direção: Júlio Bressane

Matou-a-familia-e-foi-ao-cinema

Um rapaz de classe média baixa carioca mata os pais a navalhadas e vai ao cinema ver Perdidos de Amor. Márcia, uma jovem rica e insatisfeita, aproveita uma viagem do marido para ir à casa de Petrópolis, onde recebe a visita de uma velha amiga, Regina. Intercaladas com as cenas entre elas, que dançam, conversam sobre homens e se acariciam, aparecem pequenas histórias autônomas de assassinatos no interior de famílias pobres. Entre essas crônicas familiares, uma história destoa: a do preso político torturado até a morte.

24. O Cangaceiro Sanguinário (1969)

Direção: Oswaldo de Oliveira

FB_0228_002

Depois de assaltar e massacrar um vilarejo, o chefe do bando de cangaceiros, capitão Jagunço, rapta a mulher do prefeito Cisso. Perseguido pela volante do tenente Lázaro, o grupo se dirige disperso para a fazenda do coronel Soares. Cisso havia partido atrás do bando e tenta reaver a mulher, mas é espancado. Recusa-se a integrar a turma de tenente Lázaro, dizendo que sua luta é de honra. Finalmente, a volante ataca a fazenda e o capitão Jagunço foge. Cisso aguarda o cangaceiro no Monte Santo para o confronto final.

25. Riacho do Sangue (1966)

Direção: Fernando de Barros

FB_0264_005

Camponeses, oprimidos pela seca nordestina e pela crueldade dos fazendeiros, acompanham os milagres de um beato no vilarejo de Riacho do Sangue e pedem auxílio a um tropeiro para defendê-los do ataque das tropas militares e da família de um coronel paralítico. Embora conte com o apoio de um bando de cangaceiros, o tropeiro não consegue impedir a chacina.

26. O Bandido da Luz Vermelha (1968)

Direção: Rogério Sganzerla

cena-de-o-bandido-da-luz-vermelha-de-rogerio-sganzerla-1314634136668_615x300

Marginal paulista chamado João Acácio Pereira, mais conhecido como Bandido da Luz Vermelha, coloca a população em polvorosa e desafia a polícia ao cometer os crimes mais requintados – de estupro a assassinatos. Ele conhece a provocante Janete Jane, famosa em toda a Boca do Lixo, por quem se apaixona.

27. O Abismo (1977)

Direção: Rogério Sganzerla

FB_0912_004

Do alto da Pedra Bonita, Rio de Janeiro, um jovem se atira numa asa delta em direção ao abismo. No mesmo momento, um homem monta um fuzil telescópico e o atinge mortalmente. Um arqueólogo de posse de uma máquina fotográfica registra o incidente e tenta perseguir o criminoso, mas é impedido pela súbita aparição de Madame Zero.

28. Cinco Vezes Favela (1962)

Direção: Cacá Diegues, Joaquim de Andrade, Leon Hirszman, Marcos Farias e Miguel Borges

20160629-5-vezes-favela-papo-de-cinema-01

1- “Um favelado”(Marcos Farias): Um favelado, desempregado e sem dinheiro, arquiteta um plano para ganhar dinheiro, mas é descoberto e preso pela polícia. 2- “Zé da cachorra” (Miguel Borges): Um latifundiário quer de volta suas terras, onde está instalada uma favela. Um favelado luta contra a passividade de uma comissão de moradores, que estão aceitando a situação desfavorável que lhes foi imposta. 3- “Escola de Samba Alegria de Viver” (Carlos Diegues): Um favelado, presidente do grêmio recreativo, divide-se entre lutar pela sua categoria ou aceitar as imposições comerciais do carnaval. 4- “Couro de gato” (Joaquim Pedro de Andrade): Moradores favelados caçam gatos a fim de usar seu couro para fabricar tamborins, que serão usados no carnaval. 5- “Pedreira de São Diogo” (Leon Hirszman): No Rio de Janeiro, sobre uma pedreira há uma favela. Ao perceberem o risco de desabamento dos barracos, em consequência das explosões de dinamite, os operários incitam os moradores a iniciar movimento de resistência para impedir um acidente fatal.

29. O Amuleto de Ogum (1974)

Direção: Nelson Pereira dos Santos

Blog O amuleto de Ogum5

Na Baixada Fluminense, Ney, um nordestino de corpo fechado, adere à quadrilha de Severiano. Mas, convencido pela amante deste, Eneida, Ney declara guerra ao antigo chefe, filiando-se a um bando de pivetes. Em seguida se utiliza dos costumes do candomblé para fechar seu corpo.

30. Faca de Dois Gumes (1989)

Direção: Murilo Salles

10501453_652687414808124_1068048251_n

Jorge Bragança (José Paulo) é um advogado e um marido apaixonado. Porém, descobre que sua esposa é amante do seu próprio sócio e, até então, melhor amigo. O advogado quer vingança, e faz um plano detalhado para concretizar a ação. Porém, diversos acontecimentos transformam sua vida em um inferno e os imprevistos têm grandes consequências.